Páginas

Eu não consigo sem você.





Tem uma coisa aqui dentro que está sendo difícil de lidar, algo que sobe do estômago ao peito e que é horrível. Fecho as mãos com força tentando expulsar isso de mim, mas está difícil. Eu sorrio o dia inteiro, faço até graça, mas no caminho de volta pra casa essa angústia me consome. Vem assim, do nada e de repente tenho vontade de chorar... Eu engulo, dou o goto e dói demais, demais! Por você? Será que é mesmo por você? Também. Os ventos não sopram em boa direção ou na contramão, eles oscilam o tempo inteiro e formam milhares de pequenos redemoinhos ao meu redor. Tudo gira, vai e volta e me deixa tonta, mais confusa do que já estou. Tudo meio que de uma só vez, as piores lembranças do passado voltam a me atormentar, chegam e levam pra longe os meus sorrisos, alimentam-se das minhas lágrimas que só cessam quando de cansaço, meus olhos não suportam a dor de permanecerem abertos olhando para a escuridão das paredes do meu quarto, fecham-se lentamente, entorpecendo meu corpo pouco a pouco. Acordo com dificuldade para sorrir, faço um enorme esforço para mover os músculos de meu rosto e deixar o máximo afastados os cantos de minha boca. Ao conseguir, brinco de congelar e levo comigo esse sorriso, brinco comigo mesma de estar feliz e às vezes, juro, quase me convenço. Tá triste demais, amargo demais e eu necessito de você aqui comigo para poder encostar em teu peito a minha cabeça e suspirar aliviada, pra poder sentir o toque delicado de seu polegar em meu rosto, enxugando as minhas lágrimas. Eu só queria a sua mão segurando a minha, seu braço em meu ombro, seu abraço me reconfortando. Outra pessoa não importa, não interessa, porque de todas as que por aqui passaram, apenas você conseguiu mexer comigo, conseguiu despertar em mim o meu verdadeiro eu, me permitiu deixar aflorar toda a minha sensibilidade e sem medos te contar meus segredos. Estou tentando, mas não sei se vou conseguir... Eu não sou tão forte assim e só queria que alguém percebesse. Todas as noites ao deitar a cabeça em meu travesseiro peço para que Deus me ajude e faça tudo voltar ao seu devido lugar, rezo para que no dia seguinte tudo passe, tudo seja azul. Só que aí, nada mais é colorido e tudo é tão embaçado, tão desencaixado e fora do lugar... Pixelaram a minha vida e nela jogaram uma escala cinza que parece ser infinita. Aquilo tudo ocorrido um ano atrás está sendo revivido nos mais assustadores sonhos, tenho medo de deitar sozinha, mas você não está aqui. Naquela noite triste de choros sem fim jurei a mim mesma um recomeço e agora reafirmo minha promessa, mas eu quero fazer isso com você, compreende?  Por que não podemos começar tudo de novo? Com você vai ser tão mais fácil e tão menos doloroso... Você me feriu e com as minhas palavras, também te magoei. Vamos lá, que tal tentar? Tentar fazer o certo, tentar não nos machucar. Vamos lá, é a minha última chance de me regenerar e a nossa última chance de nos perdoarmos.


E por todas as vezes que te desprezei, mil perdões, estava tentando apenas te esquecer. Não consegui, então te peço: Vamos recomeçar e tornar a viver? Porque hoje me permiti deixar ver, eu não sou eu nem sou ninguém, sem você.



                                                                                                                                                                                                                        Angelina.












15 colecionadores!:

  1. Que saudade daqui, das suas palavras que sempre tão bem se encaixam com o que sinto. Lindo demais Raílma. *-*

    ResponderExcluir
  2. Fantástico como muito do que leio vindo de ti parece bater à minha porta querendo entrar e fazer parte do meu ser!

    Está, novamente, muito belo o teu texto.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Ah! que coisa mais linda de se ler.
    Recomeçar é ótimo para enxugar as lágrimas da alma, RECOMECE.Adorei e cada vez mais sucesso aqui :)

    http://senhoritaliberdade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. "Recomeçar é mais duro que terminar", li isso em algum lugar. Mas creio que nada seja mais "duro" que tentar recomeçar e não ter amparo.

    Levanta a cabeça menina! ". Estou tentando, mas não sei se vou conseguir... Eu não sou tão forte assim e só queria que alguém percebesse." Não deixe que a melancolia te atropele, pense alto, pense no melhor!

    Beijo

    ResponderExcluir
  5. " faço um enorme esforço para mover os músculos de meu rosto e deixar o máximo afastados os cantos de minha boca. Ao conseguir, brinco de congelar e levo comigo esse sorriso, brinco comigo mesma de estar feliz e às vezes, juro, quase me convenço "


    Você descreveu exatamente o que fazemos para tentar enganar as pessoas, mostrando que estamos felizes e às vezes acabamos engando a nós mesmos .
    Parabéns, suas palavras se encaixam de uma maneira tão perfeita que mostra só a realidade.
    Amei seu blog, estou te seguindo.

    ResponderExcluir
  6. Você escreve muito bem, faz com que todos se identifiquem com seus textos. Parabéns
    beeijos
    http://sonhosdequalqueradolescente.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Seu texto esta lindo.
    recomeçar é,algo tão complexo e dificil.
    saudades deste espaço;
    seu blog é muito fofo.
    volto mais vezes <3

    ResponderExcluir
  8. muito lindo os seus textos eu ja tinha vindo aqui algumas vezes, parabens :D

    http://makeit3d.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. lindo, lindo texto.
    Ah sempre dá essa vontade de nos permitir uma segunda chance, tentar mais uma vez. RECOMEÇAR.

    Parabéns flor.

    ResponderExcluir
  10. Aii, ainda espero o resultado desta edição do projeto Blq... Tomara que saia logo...
    Raii, obrigada pela visita! É gratificante, aliás, receber suas palavras! Fica o convite: volte quando puder! Serás mito bem-vinda.

    E espero que , neste semana que se inicia, muita coisa boa possa acontecer! Que o sol não deixe de brilhar dia algum e que Papai do céu esteja sempre com você!

    Um beeeeeeijo

    ResponderExcluir
  11. Ah, respondendo às suas perguntas quanto ao bebê da Mabele ter nascido com o vírus e o rapaz ser contaminado...
    A pessoa que tem AIDS, não precisa estar curada para ter um relacionamento e um filho saudável. Se a doença for tratada com o devido cuidado, a pessoa leva uma vida tranquila e normal... E no caso da história que contei: não, a filhinha da Mabele não nasceu com o vírus. Claro que isto não é em todos os casos... existem pessoas que são capazes de contaminar outras, mas isso acontece quando não têm cuidados.

    beijos!

    ResponderExcluir
  12. Menina, menina. É serio que você ainda vai me matar um dia com tantas palavras lindas num texto.
    O amor costuma deixar a nossa vida de cabeça pra baixo. Eu várias vezes já me senti como a menina do texto. Alias, eu sempre brinco, riu, faço piadas e no meu peito está tendo uma grande tempestade de sentimentos.
    Recomeçar requer muito esforço. Não é fácil, verdade. Também não é impossível. Basta que os dois estejam prontos para isso, não meio-pronto, porque se machucar novamente seria ainda pior. O segundo tapa dói ainda mais.
    Perfeito. Amei. Parabéns!
    Beijinhos, se cuida s2

    ResponderExcluir
  13. Sei bem como é isso de sorrir e até fazer graça, mas na volta pra casa a angústia bater...

    ResponderExcluir
  14. Nossa muito bonito mesmo.
    Um daqueles texto que emocionam e transbordam sentimentos!
    Ameei *--*

    Parabéns!

    Beijos,

    Gabi
    Mundo Platônico
    http://gabiiem.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. ha enfim achei um post q nao comentei..
    agora comentei..
    enfim..
    muito bom mesmo..
    acho q p tudo um recomeço é a melhor escolha.

    ResponderExcluir