Páginas

Onde você parou.



Noites em claro para perceber que o tempo passou rápido demais, que mais um ano chega a seu estado terminal e me tem como testemunha, tão vítima e tão réu do desenvolver de seus fatos. Aquela sensação, de que não abracei sequer uma pequena nuvem na imensidão de um céu, que parece nunca estar ao alcance de minhas mãos, retorna como figurinha repetida. Talvez seja tolice de uma mulher, em demasia conectada aos seus sonhos de menina, querer enlaçar o mundo com mãos tão pequenas - tão calejadas. Eu sei, é triste enxergar em um fato tão ilusório mais possibilidades do que em algo tão comum, como um abraço. Por quê? Abraços só aquecem em totalidade o peito quando vem da direção certa. Quando o calor já é interno, em mim se externa facilmente. Você é o meu sol, mas não são suficientes os raios que permaneceram aqui do lado esquerdo depois que decidiu partir. Decidiu? Foi mais precisar do que querer, eu sei, você me falou. Não tive tanto pique, você ganhou de mim na corrida, me esperou por tempo demais e cansou enquanto eu caminhava lentamente ao seu encontro. Rapaz, não foi fácil para mim também, quero que você saiba que sempre fui adepta ao sedentarismo por não ter me saído bem na modalidade de sentir. Mais um ano e eu estou no mesmo lugar  de quando você se foi, falando bonito que o azul acima de minha cabeça e a liberdade de observá-lo quando quiser são mais importantes que o amor. Um discurso hipocritamente independente de alguém que é só pendências. Eu tentei, mesmo que não tenha sido suficiente, me doar. Apenas me doí, as pernas cheias de hematomas das quedas que levei até chegar aqui tristemente atrasada e descobrir que ninguém tem a obrigação de ficar.

 "Parei onde você parou pra me esperar, até quando você notou que não ia dar em nada." (Vanguart)

- Railma Medeiros

28 colecionadores!:

  1. Amei o texto, me fez refletir tanto, principalmente na parte da hipocrisia. Sou meio (ou completamente, talvez) hipócrita por também ver o céu com liberdade e dizer que é mais importante que o amor... Enfim, me identifiquei.

    http://florescerepalavrear.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Cafajeste Sedentario15 de novembro de 2012 13:30

    Texto legal,com certeza alguns irão se identificar em alguma parte.

    ResponderExcluir
  3. achei o texto legal.

    sobre teu pedido de bandas de rock nacional, lá no blog têm 57 vídeos nacionais, e nos próximos dias vai entrar mais. o problema é que as bandas do brasil não são muito de gravar vídeos, daí complica o trabalho.

    ResponderExcluir
  4. O ano passa rapido demais mesmo.

    Parece que nao deu pra fazer tudo o que a gente queria fazer

    ResponderExcluir
  5. Bom texto, Railma. Ele começa com um discurso derrotista. Da impressão também que a partida dessa pessoa fez com que muitas coisas ficassem estagnadas ou prejudicadas. Precisamos seguir em frente a pesar das dificuldade e dos amores. rs

    visita aê

    http://cenaplanosequencia.blogspot.com.br/2012/11/velho-e-louco.html

    ResponderExcluir
  6. Engraçado que quando comecei a ler dei play na música e quando cheguei no final onde tem um trecho escrito era o mesmo trecho que eu estava ouvindo.
    Bem, é muito bom encontrar textos com os quais nos identificamos tanto, esse é um deles pra mim. Deixei que coisas acontecessem um ano atrás e agora eu estou sentindo as consequências disso, em partes ruins, mas em outras boas.É a vida!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Faz tempo que não abraço ninguém com sentimento :)

    ResponderExcluir
  8. o ano sem parece passar muito rápido quando o ano é bom

    ResponderExcluir
  9. olá! Sou novata por aqui! Amei o texto, e o blog!

    ResponderExcluir
  10. O ano passou muito depressa e nem percebemos.

    ResponderExcluir
  11. É, eu bem entendo suas palavras e me encaixo perfeitamente de alguma forma.

    ResponderExcluir
  12. Também sinto essa sensação de que não cumpri tudo sabe?? Mas a vida é assim, é cruel. Voce sabe.

    ResponderExcluir
  13. Cara, curti seu texto, adorei as formas de comparação que vc usou, ficaram bem legais. Graças a Deus já saí dessa fase da minha vida u.u

    ResponderExcluir
  14. Olá, Lindo texto, Lindo Blog...Parabéns, seguindo seu blog lá do ORKUT...segue o meu blog também http://memorialdaatrizmariapadilha.blogspot.com.br/ OK??

    att!

    ResponderExcluir
  15. Amei o texto e o seu cantinho! Tudo muito lindo por aqui. Voltarei mais vezes ;D

    ResponderExcluir
  16. muito lindo o texto. todo ano temos sonhos e expectativas, e só realizamos um ou outro. temos que ser fortes e não nos deixar levar tão fácil. Lindíssimo texto, fazia tempo que eu não vinha aqui ><

    ResponderExcluir
  17. Railma, amei o seu comentário no meu blog e fico feliz que minhas palavras tenham te tocado.
    Bom, vim te dizer que fiquei encantada com o poder que você tem sobre as palavras e esse texto me fez lembrar de coisas implícitas em meu coração que imagino todas as noites mas não digo a ninguém.
    Espero que construamos um elo, pois adorei seu modo de escrita!

    http://aquelaquenaoeperfeita.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oiiieee...texto bem forte, gosto qnd a pessoa escreve assim...passando aqui pra deixar um recado
    (Video Novo) Make Inspirado na cantora Miley Cyrus......Siga que eu te sigo tb!!!!
    http://youtu.be/aGrSdmyA3fM
    www.makeolatras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. "E um dia a vida passa."

    É baby, as pessoas não são faceis de lidar..quando você pensa que já sabe tudo é quando você precisa ficar mais atenta.
    O segundo, a palavra, o gesto que poderia mudar toda a história.As pessoas as vezes se matam por esse segundo.

    Entre um coração quebrado e outro, vamos seguindo..Viva com intensidade, porque no fim, o que importa é o que ficou pra tras, porque ele vai tá eternamente lá..mesmo que o tempo mude, que o sol não apareça..Ele sempre estará dentro de você, como um sonho bom, uma lembrança incrivel. E tudo fará sentido.

    PS: tu escreve muito. seu fã numero um desde sempre, you know. Vamos tomar um café (eu oferecendo café? ok )e conversar.

    beijo

    ResponderExcluir
  20. Caramba! Era o que eu precisava ler, de alguma forma, não que descreva meu momento, acho que no caso sou quem decidiu ir embora depois de tanto esperar, mas, de alguma forma, esse texto fez todo sentido para mim. Cada vez melhor, Railma. Sou sua fã, cê' sabe.

    ResponderExcluir
  21. Acho que estou passando por coisa parecida! Escrevi sobre isso no blog, mas eu estou tentando não desistir. Vou tentar conseguir a força dentro de mim para caminhar mais rápido e alcançar a pessoa que eu quero alcançar.


    http://osonhodeumaflauta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. "Ninguém tem a obrigação de ficar". Verdade.
    Mas não sei o que é pior: ser aquele que fica, ou aquele que vai.

    Beijos,
    http://entaoqsd.blogspot.com.br/
    & http://confesionesenpalabras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Um 2013 encantador pra você, Ra, com muita inspiração para esses textos lindos que você cria.
    http://denovomaisumavez.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Sempre fico mal quando vais embora..

    ResponderExcluir
  25. thіs іs a great ωеb site lotгs of
    good infо i can't hold out to try a few of these products

    my homepage: http://demo.sedeveloper.com

    ResponderExcluir
  26. Que coisa mais linda. Tanto pelo texto quanto pelo Vanguart. haha Esses dias escrevi um texto lembrando de uma música deles também, e foi com uma ocasião um pouco parecida com a sua. Enfim, adorei. :3

    ResponderExcluir